Músico de Ribeirão, Armandinho morre aos 101 anos

Músico de Ribeirão, Armandinho morre aos 101 anos

Armandinho faleceu em Ribeirão Preto, neste sábado (14) com 101 anos ,vítima de uma infecção urinária.

Armando Bento de Araújo, era conhecido como o “mestre do chorinho” referência em cavaco, um dos instrumentos mais icônicos da música brasileira.

O cantor Roberto Bueno destaca que Armandinho revolucionou o modo de se tocar cavaco e influenciou muita gente. “Sou um admirador dele desde a minha mocidade. Ele criou um método revolucionário que muita gente aprendeu a tocar cavaco por causa disso”, comentou Bueno, que lamentou a perda.

Armandinho começou a tocar o instrumento aos oito anos de idade, após ganhá-lo de um vizinho. Foi autodidata, e em seu livro Primeiro Método para Cavaquinho para Música, escreveu que aprendeu a tocá-lo escutando canções pelo rádio.

Ele começou a tocar na rádio PRA-7 de Ribeirão Preto, uma das primeiras do Brasil, criada ainda nos anos 1920, e depois foi contratado pela rádio Atlântica de Santos, onde ganhou o apelido de “o Cavaquinho de Ouro da G5”. No fim de 2016, foi homenageado pelo projeto Choro da Casa, que resgatou obras de destaque criadas por músicos ribeirãopretanos.

Revista Revide

Foto: Reprodução Internet

Curtiu a notícia?

Curta também a nossa página

Deixe seu comentário