Fiéis Pradopolenses são vítimas de golpe de guia turístico
Foto: Alexandre Sá/EPTV

Fiéis Pradopolenses são vítimas de golpe de guia turístico

Um grupo de fiéis denunciou um guia de turismo por estelionato, em Pradópolis (SP). Segundo o grupo, cada um pagou R$ 130 para uma excursão que sairia, no último sábado (8), da praça central da cidade e iria a Aparecida (SP), onde passariam o dia no Santuário, mas o organizador da viagem não apareceu.

Conforme apurado pela EPTV, afiliada da Rede Globo, pelo menos 20 pessoas foram prejudicadas por Luiz Felipe Ferracine Felicio, organizador do passeio. A produção tentou entrar em contato com Luiz Felipe, mas ele não foi encontrado.

A consultora de vendas Kelly Aparecida Reis Vieira disse que iria ao Santuário com mais 14 pessoas da família e que ficou aguardando, no horário e local combinado, mas o guia de turismo não apareceu.

“Até o último dia que foi sexta-feira ele passou em casa pra gente escolher o lugar no ônibus, combinou o horário, tudo certinho, mas simplesmente não apareceu. Daí meu irmão ligou lá na empresa de ônibus e o encarregado falou que ele tinha reservado o dia, mas não pagou. Então eles cancelaram a viagem”, conta Kelly.

A Viação Sertanezina informou que o homem fez a reserva de um ônibus para a excursão, porém não compareceu a empresa para finalizar os procedimentos de viagem e também não efetuou o pagamento para quitação. A empresa disse que, após tentativas sem êxito de contato com o organizador, foi enviado e-mail formalizando o cancelamento da viagem por falta de pagamento.

Ainda segundo a consultora de vendas, a família dela já havia feito outras viagens com o guia de turismo e que ele era conhecido na cidade por organizar excursões.

“Nós fomos com ele, em dois anos seguidos, para Santa Rita e foi nesse ano, em uma dessas viagens, que ele disse que estava organizando uma excursão para Aparecida. Como nós já conhecíamos ele, aceitamos e aí, como era muita gente, fomos pagando parcelado. Foi R$ 130 cada um”, disse.

A vigilante Valdineia de Fátima Fernandes esperava pela viagem há cinco meses. O marido dela vai todos os anos ao Santuário de Aparecida para pagar uma promessa. “Ia eu, meu marido e mais duas pessoas da minha família, gastamos R$ 520 no total. Meu marido paga promessa todo ano lá. Ele sempre vai com o Felipe, mas é a primeira vez que ele faz isso”, diz.

Valdineia conta que procurou a polícia. “Como ele não apareceu para justificar nada, não deu satisfação, fiz boletim de ocorrência. Agora eu estou com o boletim em mãos e a gente vai esperar alguém ir atrás para ver se acha ele. Vai fazer o quê? Não tem o que fazer”, conta a vigilante.

Segundo a Secretaria Estadual de Segurança Pública, um boletim de ocorrência foi aberto e quatro vítimas prestaram depoimento na delegacia. A Secretaria também informou que não há registro anterior de ocorrências do mesmo tipo contra o organizador. Ele não foi preso e a Polícia Civil da Pradópolis investiga o caso.

Em reportagem da EPTV, os moradores da cidade afirmaram que essa seria a segunda vez que o guia de turismo teria aplicado o golpe.

“Em outubro do ano passado, a minha família ia para Poços de Caldas. Ele ficou um bom tempo divulgando e quando faltavam duas semanas ele foi em casa buscar o dinheiro. Chegou na véspera, no sábado a tarde, ele foi em casa falar para a minha que não ia mais porque o pessoal tinha desistido”, conta a estudante Marina de Cássia Perez.

Ainda segundo a estudante, o guia de turismo prometeu devolver o dinheiro. “Ele ia remarcar, mas não deu certo. Daí ele falou para todo mundo que ia pagar, mas não pagou ninguém. Todo mundo ficou esperando o valor e ele não reembolsou ninguém”, diz.

Fonte: Alexandre Sá/EPTV – G1

Curtiu a notícia?

Curta também a nossa página

Deixe seu comentário